Condenado por pedofilia, ex padre vai parar na cadeia novamente

Após pandemia do coronavírus beneficiar detento, Juiz revoga prisão e ele volta pra cadeia.

 

A prisão do ex padre Vitalino Rodrigues de Lima, de 60 anos, aconteceu na segunda-feira (18), no Bairro Nações em Fazenda Rio Grande.

De acordo com autoridades, equipes da Polícia Militar foram até o endereço para cumprir um mandado de prisão, que foi expedido pela Justiça, o documento foi expedido no dia (08).

Ao chegar no local, o ex padre foi localizado no endereço repassado  com tornozeleira eletrônica, onde recebeu voz de prisão.

Lembrando o caso:

Segundo informações da época da primeira prisão, o ex Padre Vitalino convidava crianças para jogar videogame na casa paroquial.

Devido as atitudes do ex religioso, as vítimas chegaram a contar para seus pais que o padre costumava andar nu pela casa paroquial e ainda, teria tentado abraçar e beijar um dos meninos. Vitalino foi denunciado pelo Ministério Público do Paraná em 2009.

O ex padre estava sendo investigado desde o início de 2007, em outubro o padre foi abordado por policiais e dentro do veículo estavam dois meninos, um de oito e outro de 12 anos, a prisão aconteceu no Jardim Sidon, em frente a uma panificadora no bairro Eucaliptos.

Após vistoria no veículo, foram encontrados DVDs com imagens pornográfica e um notebook com arquivos de fotos de crianças com roupas íntimas.

O ex religioso foi encaminhado até a Delegacia local, onde prestou depoimento e foi liberado em seguida .

O ex padre Vitalino foi condenado a 11 anos e 3 meses de prisão em 2012, ele sempre negou os crimes.

Mas diante de provas encontradas nas propriedades dele, inclusive material pornográfico e arquivos no computador, com conteúdos que caracterizavam crime por pedofilia, não tinha como argumentar.

Em 2016, Vitalino foi preso novamente, só que desta vez na cidade de  São José, no estado de Santa Catarina.

Na ocasião, o ex padre foi encaminhado para o presídio de Florianópolis

Devido a crise do COVID-19, por se tratar de grupo de risco, o preso foi beneficiado, ele estava no regime domiciliar, porém o Juiz revogou sua prisão e Vitalino voltou para a Colônia Penal Agricola onde responde no regime semi aberto.

O ex-padre foi encaminhado a Delegacia do município, em seguida a Colônia Penal, onde fica a disposição da justiça.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com