Reconstituição de crime bárbaro foi feita em Areia Branca dos Assis pela Polícia Civil de FRG

Equipes da Polícia Civil de fazenda Rio Grande fizeram a reconstituição do crime que chocou a região.

O crime aconteceu em Areia Branca dos Assis, Distrito da vizinha Mandirituba onde Josiel Lima dos Santos Caetano de 21 anos foi morto com requintes de crueldade.

A vitima foi morta em Dezembro de 2019, um morador que passava pelo pátio da Igreja ao visualizar uma bolsa foi ver o que tinha dentro e se deparou com uma cabeça, em seguida acionou os órgãos competentes.

O restante do corpo foi localizado por uma equipe de imprensa da capital.

Após as investigações a Polícia Civil de FRG chegou aos autores, que confessaram o crime.

Na manhã desta terça-feira (18), aconteceu a reconstituição do crime, como os acusados.

Segundo  autoridades, um do autores reconhecido como Paulo teria chamado  Caetano para conversar em sua casa, ao perceber que seria uma armadilha e que a verdadeira intenção de Paulo  era matar ele.

A vítima avisou à mãe que pessoas estavam atrás dele para matar, ele então correu para os fundos da casa na tentativa fugir e não voltou mais.

Quando amanheceu o rapaz apareceu morto próximo a igreja que fica localizada as margens da Rodovia 116.

De acordo com o autor identificado como Guilherme de 18 anos, ele teria levado Josiel até uma casa localizada na Rua Luis Bonato onde matou a vitima a pauladas e facadas, em seguida  cortou a cabeça e a colocou em uma Bolsa em seguida  deixou o corpo em um matagal próximo ao local do crime já  a cabeça que estava dentro de uma bolsa ele deixou em um banco dom pátio da Igreja Católica.

A motivação desse crime brutal,  seria causado por uma desavença.

Os dois presos já estão a disposição da justiça na Delegacia de Fazenda Rio Grande.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com